More

    A fazenda torna-se realidade virtual: o argumento de venda da John Deere para o CES 2021 coloca você no assento do trator – CNET


    Ao volante de um trator – virtualmente.

    John Deere

    Esta história faz parte de CES, nossa cobertura completa do showroom e os novos dispositivos de tecnologia mais recentes.

    Assim que apertei o play, as portas do galpão com as palavras “John Deere” se abriram para revelar um trator verde brilhante. Enquanto ele rola em minha direção, o trator rapidamente desvia para revelar o que está rebocando: uma grande plantadeira com braços verdes e baldes amarelos. (Estes são chamados de marcadores de linha e caixas de sementes, respectivamente, meu pai fazendeiro ao longo da vida e meus sobrinhos em treinamento de oito anos me dizem). Logo os marcadores se expandem, mostrando o quão grande a máquina realmente é.

    O vídeo é um vislumbre de uma demonstração de realidade virtual que o famoso fabricante de equipamentos agrícolas está planejando para o CES 2021, que começa no próximo mês. A John Deere planeja enviar fones de ouvido VR aos repórteres, com o objetivo de transportá-los virtualmente para uma fazenda para ver os produtos da empresa em funcionamento durante a temporada de plantio. Oferecer algo visual para a mídia é a chave para traduzir o quão grandes são os produtos da Deere – e educar as pessoas que não estão familiarizadas com a agricultura.

    “Queremos levá-lo de onde você está e sentir que está em um lugar totalmente diferente”, disse Jon Ebert, gerente da equipe de relações públicas e industriais da John Deere para a América do Norte, em uma entrevista.

    A John Deere distribuirá os óculos Oculus Quest 2 do Facebook, de US $ 299, que funcionam sem uma conexão com fio a um computador. Projetar a experiência de RV, enviar os dispositivos aos usuários e outros custos associados foram menores do que exibir no Centro de Convenções de Las Vegas, disse Ebert. O orçamento da John Deere para o CES em 2021 é cerca de 75% de sua despesa normal do CES.

    CES é um dos maiores programas de tecnologia do ano e atrai milhares de pessoas de todo o mundo a Las Vegas, onde podem ver as mais recentes inovações em tecnologia. O evento do ano passado atraiu 170.000 participantes e 4.400 expositores em mais de 2,9 milhões de pés quadrados de espaço de exposição em 11 locais oficiais.

    o pandemia do coronavírus forçou a CES a se tornar totalmente virtual este ano. A conferência acontecerá de 11 a 14 de janeiro e as expectativas com relação à quantidade de notícias geradas pelo evento foram reduzidas em relação aos anos anteriores. É improvável que o CES 2021 se pareça com as reuniões realizadas nos anos anteriores.

    O CES 2021 é o exemplo mais recente de um obstáculo que a Deere e outros na indústria de tecnologia enfrentam quando se trata de eventos: fazer as pessoas sentirem que estão experimentando os produtos pessoalmente. Entrevistas e briefings podem ser feitos por videoconferências, mas as salas de demonstração simplesmente não são traduzidas para o Zoom. Para grandes conferências como o CES, o piso do centro de convenções é uma parte importante do show. Os participantes podem caminhar de estande em estande, vendo as últimas novidades em tecnologia e encontrando joias escondidas entre as centenas de expositores. Sem a serendipidade proporcionada pela liberdade de locomoção, as empresas menores terão dificuldade em serem notadas. E mesmo as grandes empresas podem descobrir que é difícil demonstrar como são os produtos se não puderem ser vistos pessoalmente.


    Now playing:
    Watch this:

    Self-driving tractors sow the seeds for high-tech farming



    2:45

    Companies are experimenting with virtual reality to fill the gap. At this year’s IFA — Europe’s biggest trade show held each summer in Berlin — Samsung and LG created virtual demo rooms. Samsung used Epic’s Unreal Engine for games to build a virtual, 3D tour experience, a choose-your-own adventure digital demo. LG launched a virtual exhibition that demonstrated its latest product lineups within a realistic rendering of Berlin Messe’s Hall 18, its usual IFA home. 

    While participants generally liked the virtual rooms, the companies haven’t said if they’ll do something similar for CES.

    “There will be interactive mechanisms to ask questions, schedule meetings, these kinds of things,” says Steve Koenig, vice president of research for the Consumer Technology Association, the organization hosts CES. “At its heart, that’s what CES is really about, bringing industry together for conversations and leading to business or news stories or whatever it is.”

    John Deere’s tech push

    John Deere is relatively new to CES. The farming equipment company exhibited for the first time in 2019, an effort to introduce itself to a new crop of potential customers and media. While the company is best known for its big green tractors, it has also built operations in artificial intelligence and even purchased 5G airwaves to install next-generational cellular technology in its Iowa and Illinois factories. 

    Deere’s technology push is all about precision agriculture. Farmers want to find out — nearly down to the individual plant — what’s happening with their crops during the planting process, the application of fertilizer and harvest. They want to know if a certain seed performs better than others or why a part of the field ended up with poor yields. Precision agriculture uses mapping satellites and other technology to let farmers know what’s going on in the soil, letting them be more efficient with gas, fertilizer and seeds.

    In the Midwest and other crop growing regions of the US, self-driving tractors are commonplace. (The farmer still sits behind the wheel.) Sensors can detect what the machine’s doing, what the crop conditions are and everything in between. Farmers can monitor the progress of planting and harvesting from their iPads, and tractors serve as their own mobile hotspots. It’s a specialized reflection of our own increasingly connected world, except farmers have used many of those technologies, like auto-steering and GPS mapping, since the ’90s.

    birds-nest-1

    John Deere’s VR system will show reporters what’s involved in planting a field.


    John Deere

    Deere wants people beyond farmers to know about the advances in agricultural technology. But don’t expect the announcement of a new tractor or AI system at CES. The presentation will be more about education than newly released products. 

    “We’re using CES to make sure that we’re generating awareness of the technology that John Deere is envisioning to take this immense variability for farmers [and] torná-lo mais previsível “, diz Ebert.

    Em sua primeira CES, a empresa focou na colheita. Ele exibiu uma colheitadeira, que coleta milho e outras safras do campo. No ano passado, apresentou um pulverizador, que aplica produtos químicos nos campos.

    O foco deste ano é o plantio. “À medida que passamos pela experiência de RV, ela … mostrará como a tecnologia é importante nesta etapa porque esta etapa ajuda a tornar … o próximo trabalho mais inteligente”, diz Ebert.

    Até o nível da semente

    Assistir algo em RV não é exatamente o mesmo que experimentá-lo pessoalmente. Mas a realidade virtual tem um grande benefício sobre o mundo real: ela pode levá-lo a lugares onde você não pode entrar na realidade. Para John Deere, isso é solo de fazenda.

    O sistema de VR da empresa mostrará a “jornada da semente”, diz Ebert. Embora o trator e a plantadeira pesem “mais de 40.000 libras”, eles causam poucos danos ao solo durante o plantio. Os usuários do Deere VR verão isso.

    cab-1

    A John Deere deseja tornar sua demonstração de agricultura virtual mais envolvente por meio da realidade virtual.

    John Deere

    “Você nunca vai estar em um buraco no solo … vendo um plantador passar por cima de você”, diz ele. “Mas quando pensamos em tentar destacar os diferentes processos complexos que estão acontecendo e as tecnologias que envolvem o plantio das sementes, isso nos permite ter uma posição vantajosa para ver tudo isso se unindo.”

    Os usuários não estarão dirigindo em torno de tratores virtuais, jogando ou indo em qualquer tipo de aventura escolha sua com os sistemas da Deere, pelo menos não em RV. Em vez disso, a demonstração apresentará pontos de acesso guiados dentro do software que os usuários navegam para aprender sobre as tecnologias Deere. A empresa terá um jogo interativo de plantio em seu site.

    “2020 foi um desafio … para todos, e esta foi uma oportunidade para vermos como podemos fazer coisas mais exclusivas”, diz Ebert.

    Depois que as lanças da plantadeira se expandem, sou rapidamente transportado para o que parece ser um buraco no solo. Quando eu olho para cima, um trator acelera em minha direção, passando por cima de mim antes que eu possa reagir. Acontece que não sou um fazendeiro nesta parte da demonstração de Deere. Estou entre as sementes, observando o plantador e sua tecnologia conectada que o acompanha fazer seu trabalho. E estou realmente no meu sofá.


    Artigos Recentes

    Artigos Relacionados

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui